Entenda o que é e como combater a síndrome de bournout

As doenças de saúde mental, como a síndrome de bournout, representam hoje a terceira principal causa de afastamento de trabalhadores por adoecimento no Brasil.

Entenda o que é e como combater a síndrome de bournout

É difícil encontrar quem nunca tenha se sentido sobrecarregado pelo trabalho ou desejasse que o dia tivesse mais horas. Cobranças excessivas, envolvimento emocional e desgaste físico podem desencadear estresse, depressão, ansiedade e burnout. Uma carga excessiva de trabalho não permite que um profissional exerça suas funções e ao mesmo tempo cuide de sua saúde mental.

As doenças de saúde mental não escolhem gênero, raça ou classe social. Todos estão suscetíveis a esses males que hoje representam a terceira principal causa de afastamento de trabalhadores por doença no Brasil e está entre as principais do mundo. Isso mostra que o número de pessoas com rotinas de trabalho nocivas tem crescido, o que é muito preocupante.

Em um mercado cada vez mais competitivo, o acúmulo de diferentes funções e tarefas tem se tornado uma realidade cada vez mais presente. Por esse motivo, a busca por uma carreira estável está, muitas vezes, associada a estresse, ansiedade e outros tipos de sofrimentos mentais. Para evitar o esgotamento emocional no ambiente de trabalho, é necessário respeitar as aptidões e os limites pessoais.

Entenda o que é a síndrome de bournout

A Síndrome de Bournout é também conhecida como a síndrome do esgotamento profissional e em 2019 foi incluída na Classificação Internacional de Doenças da OMS. Diferentemente de outros tipos de síndrome, ela está ligada exclusivamente ao trabalho, impactando profissionais com grande carga de trabalho.

Dedicação exclusiva ao trabalho, cumprimento de metas inalcançáveis, condições insalubres, longas jornadas, funções desgastantes e a busca pelo perfeccionismo, ou melhores salários, têm levado cada vez mais profissionais ao esgotamento total e à depressão.

Os sintomas incluem: sentimentos de exaustão ou esgotamento de energia, aumento do distanciamento mental do próprio trabalho ou sentimentos de negativismo ou cinismo relacionados ao próprio trabalho, e redução da eficácia profissional. Entender os sintomas, saber identificá-los e buscar o tratamento correto é o melhor caminho para melhorar a saúde mental. Deixar de seguir esses passos por medo de demissão é ainda mais prejudicial.

Como combater a síndrome de bournout

Ao perceber os sintomas, busque tratamento com profissionais especializados. O processo terapêutico envolve resgatar as origens do sujeito que foram deixadas de lado, estimulando a prática de atividades que são prazerosas como contato com a natureza, convívio familiar, relação com os amigos, entre outros. Também é feito uso de práticas de relaxamento e meditação, sempre potencializando os diversos aspectos que geram felicidade e foram esquecidos pelo indivíduo enquanto ele estava focado somente ao trabalho.

É importante também que o profissional entenda seu limite e o de seus colegas. Afinal, de nada adianta as mudanças vindas de cima se o colaborador não se preocupa com sua saúde mental. Para ter uma rotina saudável é válido tentar as seguintes dicas no ambiente de trabalho:

  • Fazer um checklist de tarefas e estabelecer prioridades
  • Delegar atividades e não centralizar todas as responsabilidades
  • Conhecer os próprios limites e evitar sobrecargas de trabalho
  • Não trabalhar muito além do horário previsto para o expediente
  • Praticar exercícios de respiração para manter a calma
  • Praticar atividades físicas pelo menos três vezes por semana
  • Consultar um médico perante sinas de perturbação emocional

Para que a rotina de trabalho se torne ainda mais produtiva e menos estressante é importante trabalhar com ferramentas que possam otimizar ou até mesmo automatizar parte das tarefas que precisam ser realizadas. Ao invés de se preocupar com dados anotados em papel, desorganização e informações perdidas, é possível focar em atividades relevantes, aumentando a produtividade.

A wepipe é uma plataforma que tem ganhado cada vez mais espaço no mercado. A ferramenta ajuda na padronização e otimização de processos empresariais por meio de uma plataforma de gestão visual baseada no método japonês Kanban. Tudo isso por meio de uma interface customizável que possibilita automatizar tarefas repetitivas para focar os esforços em tarefas que são realmente necessitam.

Preocupar-se com a saúde mental é extremamente importante. Uma pessoa com problemas emocionais não consegue desempenhar corretamente suas atividades, por mais que ela queira. Observe a si e aos seus colegas de trabalho. Uma empresa com colaboradores doentes acaba tornando-se doente.