Entenda o que é BPM e quais são as vantagens para sua empresa

Conheça essa ferramenta que visa otimizar os processos internos de uma empresa adotando uma rotina de monitoramento, mapeamento e controle.

Entenda o que é BPM e quais são as vantagens para sua empresa

Atualmente, gerenciar as operações de uma empresa engloba muito mais do que simplesmente comandar pessoas. Cada vez mais soluções tecnológicas vêm potencializando e modificando a forma de gerir um negócio. O crescimento de uma empresa traz como consequência aumento no fluxo de informações, no número de atividades e no número de colaboradores. Isso pode causar lentidão nas tomadas de decisão, defasagem das ações gerenciais e engessamento do processo, devido à falta de melhorias.

Desenvolvido com a finalidade de facilitar e organizar processos com o emprego de sistematização, o Business Process Management (BPM), ou Gerenciamento de Processos de Negócio, em português, apresenta-se como uma importante ferramenta para empresas que visam escalar seus negócios. Ao unir a gestão empresarial com a tecnologia, o gerenciamento torna-se flexível, simples, assertivo e rápido.

O BPM é uma ferramenta que visa otimizar os processos internos de uma empresa adotando uma rotina de monitoramento, mapeamento e controle. Sua implementação inicia com o entendimento dos processos existentes por meio de uma análise minuciosa de cada etapa, seguido da padronização dos processos e adoção de boas práticas e, por fim, as melhorias e correções são amplamente implementadas.

Ao fazer uso de uma série de boas práticas, a principal vantagem da implementação do BPM é a melhoria constante dos processos, o aumento da produtividade dos colaboradores e o consequente ganho de competitividade empresarial. Além disso, outras vantagens como:

Maior transparência e controle dos processos:

Gestores, líderes e colaboradores se beneficiam do compartilhamento de informações. Assim, cada colaborador entende quais são as suas atividades e tem maior percepção da sua função e importância no processo. A possibilidade de traçar e acompanhar indicadores de desempenho tonar mais simples a identificação de dificuldades e erros, possibilitando corrigi-los de forma rápida antes de causarem um prejuízo a empresa.

Maior assertividade

Com uma análise mais profunda e completa de relatórios e indicadores de desempenho da empresa, é possível guiar de forma mais efetiva. Além disso, essa forma de agir possibilita entender quais os pontos fortes e quais ainda podem ser melhorados.

Maior agilidade e eficiência nas tomadas de decisão

Com maior entendimento sobre os processos, é possível definir quais processos podem ser automatizados e em quais atividades a ação humana é realmente necessária para a execução. Ao automatizar os processos, a empresa conta com maior agilidade e precisão na realização de tarefas. Assim, as tomadas de decisão tornam-se mais precisas, pois serão baseadas em dados. Com todos os processos automatizados e uma equipe treinada totalmente voltada para as etapas nas quais realmente é necessária a intervenção, ocorre aumento da eficiência e da produtividade.

Redução dos custos

Devido a automação e correta distribuição de força de trabalho, as etapas são mais ágeis e eficientes. Por esse motivo, os custos são reduzidos em todo o processo de execução e manutenção. Como o BPM monitora e aprimora frequentemente as atividades, com o passar do tempo as despesas tendem a ser reduzidas, aumentando o faturamento da empresa.

Segurança das informações

A segurança da informação é um fator que atualmente tem grande valor internamente nas empresas. Devido à automação dos processos, é possível acompanhar e saber exatamente onde cada informação se encontra e para quem ela é transmitida. Dessa forma, elas se tornam mais seguras.

Em um mercado tão globalizado e competitivo, a concorrência ocorre a nível mundial e, com toda certeza, empresas que não conhecem claramente seus processos largam atrás nessa corrida. Como só é possível gerenciar aquilo que é conhecido e melhorar aquilo que é gerenciado.

Portanto, empresas que relutam em utilizar as ferramentas de sistematização de gerenciamento, como o BPM, mantém um modelo antigo e pouco funcional de gerenciar, o que dificulta o crescimento da organização e o desenvolvimento das atividades.